::.Amigos & Seguidores.::

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Rascunhos dentro da gaveta

Foto Retirada da Internet- Google Imagens



AMIGO (Andrea Vaz)

Brinda o sol de cada manhã
Afasta a chuva da solidão
Saboreia a suave alegria,
Saboreia a breve existência
Como raio de luz a iluminar

Canta, viaja, grita
Aproxima do distante
Que tão frio parece disforme
Repara bem na carência do amigo que não é irmão
Pensa na ajuda constante, um gesto, uma aproximação.

Convida o amigo sincero
E no mesmo passo sem parar,
Não pensa na valsa do Adeus,
Mas dança, sim, feito par.
Para mais tarde não lamentar.

Às vezes aquilo que te prende, o tal passado triste,
É mar de rolar lágrimas, amor demais afogado.
Esqueça, e tenta outra vez.
Deixa a vida ganhar novo sabor, prova a doce história real.
Mas não deixa de acrescentar um pouco mais de sal.


27 comentários:

Gran Magic Carmesin: Nat Valarini 15 de outubro de 2008 09:57  

Olá!

Gostei do seu blog e deste post em especial.

Você escreve muito bem, de uma forma envolvente.

Que bom existir o blog para divulgar seu telento!

Te desejo muito sucesso e inspiração para escrever mais e mais.

Confira o meu trabalho:

http://garotapendurada.blogspot.com/

Sueli 15 de outubro de 2008 16:52  

Déinha..
Você me surpreende a cada isita que faço aqui...
Com sua sensibilidade, você conseguiu descrever a caminhada dos amigos ao longo da nossa vida...
E o sal na relidade é o "tempero" certo das nossas conquistas!!!
Amei!
bjs...
Li...

Lopes, Lylla 15 de outubro de 2008 19:32  

olá. obrigada pela visita ao meu blog,
e me desculpe pela demora para passar aqui..

eu adorei seu post sobre amizade, e adorei as ideias que voce passa :)

vou adorar continuar voltando aki ..

beeeijos. ;*

LEONARDO DE MORAES 15 de outubro de 2008 20:05  

Prima, no meio de tantas letras e sentenças e tramas e personagens, por vezes o novelo enovela. É bom ter alguma bula de remédio do lado, rs. Sobre o teu texto, gostei da dança, gostei do sal, gostei da música. Certo clima de oásis, não?

Euzer Lopes 15 de outubro de 2008 23:56  

Linda poesia:
O famoso "levanta, sacode a poeira, dá a volta por cima" de uma maneira cativante.
E mostrando que nessa volta, há sempre alguém disposto a fazer companhia na caminhada.
Brilhante.

Fernanda Fernandes Fontes 16 de outubro de 2008 00:23  

Ah, que a vida tenha todos os temperos na medida certa...não somente o sal! E sim, que sejamos menos apegados ao que passou e aproveitemos melhor o sabor do vento...felicidds pra tds nós!

Obrigada pelas visitas, volte outras vezes!

Abraços!

Kacau 16 de outubro de 2008 08:37  

nossa que estranho, eu estou justamente presa as coisas do passado, lendo seu texto parei para pensar e refletir se vale a pena viver la atrás.Otimo blog.

30 e poucos anos. 16 de outubro de 2008 09:08  

Recentemente eu cheguei no fundo do poço ... acabei descobrindo que meu poço temn uma mola no fundo que me jogou de volta.
A vida é muito curta para viver infeliz.


Nova comunidade para divulgar seu blog com tópico único para comentar no blog acima
PARTICIPE AGORA MESMO


http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=72726533

Ivany Pacini 16 de outubro de 2008 17:20  

Amei seu poema!!! Lindo msm... Continue assim não pare de escrever...de soltar sua voz e dempostrar seus sentimentos!!!! Adoro visitar seu blog, sp tem algo interessante!!!!
Muito bem....

yoko 16 de outubro de 2008 23:04  

Lindo demais! É isso aí! Vivendo sim, mas VIVENDO FELIZ!!! SEMPRE!!! BJS

Aprendendo a Língua Japonesa

Erica 16 de outubro de 2008 23:41  

Obrigado pelas lindas palavras
seu blog tem uma energia maravilhoso, diferente, positivo
adorei!
abraços

JC digital 16 de outubro de 2008 23:42  

muito bom !

parabéns!

;)

Feänor 17 de outubro de 2008 00:08  

Os amigos merecem todos os poemas do mundo... Os poetas dedicam seus versos às musas (ou "musos", no seu caso) que os inspiram, mas quem está lá para nos apoiar quando levamos um fatídico pé no traseiro de nossas Calíopes...?

Belo poema... descreve bem o que é ser amigo: um sentimento leve, que não prende, que não amesquinha, que não cobra nada além do presente nem rememora dolorosamente o passado.

Teus amigos tem sorte, você sente o amor da amizade de forma nobre!

Bjs!

emi.c 17 de outubro de 2008 10:10  

oi,gostei do blog..do que publicou tambem....viu sempre passar aqui,um beijo.

Thiago_ajairon 17 de outubro de 2008 23:06  

gostei do estilo da escrita, bem diferente do que tenho visto nos outros blogs!

muito bacana, forte abraço!

Jeff... 17 de outubro de 2008 23:17  

Olhe, até que ta legal o post, mas o que me chamou mais a atenção foi o blog em si. A "música ambiente" ala Kubrick acho que deu mais emoção a leitura de seus escritos. Os videos também (apesar de ter meus traumas pessoais por causa do Filtro Solar). Bonito, continue otimista, alguém tem que ser né. (por favor, tente não entender istod e uma maneira errada)

Henrique Mine 17 de outubro de 2008 23:41  

Ah! esses conselhos...parece que a vida é tããão simples...mas sempre o que vale é a intenção.

bjos

Renan 18 de outubro de 2008 00:04  

o que vale é a intenção!
e os detalhes... detalhes são tudo!

Confissoes de uma Adolescente ;D 18 de outubro de 2008 00:10  

ai que lindo...
Se vc tão facil esquecer, se desapegar, confiar...

Juh Lee 19 de outubro de 2008 15:13  

Eu adorei o post, escritas somente com palavras ricas, fala-se sobre o sol, mar, passado, amizades, e etc. "Há um passado no meu presente, o sol bem quente lá no meu quintal, toda vez q a tristeza me alcança ele vem p me dar a mão"
...Bravo! Continua sempre essa pessoa inteligente e criativa.
Bjuuus x)

Dário Souza 20 de outubro de 2008 23:04  

Cara muito legal esse poema,amizade é tudo.

carla m. 21 de outubro de 2008 00:09  

lindo poema...

Meg Macedo 21 de outubro de 2008 10:31  

Linda a poesia e gamei no seu blog, tomei a ousadia de linka-lo, viu!! Visite o meu tambem sera super bem-vinda: www.diarioalicewbrasil.blogspot.com

Beijinhos!!!

Esconderijo 22 de outubro de 2008 18:52  

Muito bom o texto. Sal é fundamental para dar gosto a vida. Parabéns.

www.escondidin.blogspot.com

ANDRÉ GALHEGO 28 de outubro de 2008 00:49  

AMIGA AMEI ESSE TÓPICO, SEU BLOG ESTÁ LINDO E DELICIOSO DE VIAJAR NELE. CONTINUE NOS ALIMENTANDO A ALMA TÁ! BEIJOS, TE ADORO!

Angela 30 de outubro de 2008 18:43  

Oi amiga.
Adoro tudo que vc faz.
Saiba que vc não ganhou esse dom de escrever, vc conquistou.
Parabéns.
Beijos

luiz scalercio 4 de novembro de 2008 23:55  

bellissimo poemas prbns seu blog.

Related Posts with Thumbnails

:: Frases para Refletir ::

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (Fernando Pessoa)