::.Amigos & Seguidores.::

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Revirando a gaveta

Foto Retirada da Internet- Google Imagens



ESCREVO (Andréa Vaz)


Nesta solidão de letras
Escrevo, e escrevendo me concentro.
Concentro no real e no imaginário.
Letras soltas nos meus pensamentos...

Pensamentos perdidos querendo achar
Achando alguns fatos isolados
Juntos um a um, sem censurar
E volto a desenhar as queridas letras.


Por vezes, chego até a sentir
A emoção no toque do papel
E na perfeição procuro transmitir
A minha essência fiel.

Assim não canso de escrever.
Escrevo pela vida a fora e transpasso...
Sem querer saber o rumo exato.
Apenas escrevo consciente do que faço.

Se por falta minha deixei várias letras desoladas,
Corri no tempo e refiz o meu espaço.
Hoje reescrevo todos os meus traços,
Levando em mim o valor que tenho em meus braços.

49 comentários:

Herbert 27 de novembro de 2008 12:00  

Que poema heim...Há momentos em que a solidão é a melhor maneira de para é conseguir esssas palavras que estão seolta em nossa mente..e quendo conseguimos pega-las...as nossas palavras se transfoma naquilo que estamos sentindo...
...:::Fã de Palavras:::...
Blogger

Conto atômico & cômico 27 de novembro de 2008 12:05  

a solidão é o melhor momento para escrever.
bom poema!

Tico 27 de novembro de 2008 12:27  

legal

Magal 27 de novembro de 2008 15:38  

Linda Poesia!!
Parabens pelo Blog!!!!
Bjos!!!!!

http://goodideaschangelife.blogspot.com/

Ivany Pacini 27 de novembro de 2008 15:48  

Adorei o poema.... as palavras muitas vezes ficam soltas mesmo e as vezes fica dificil colocá-las no seu devido lugar... Continue assim!!!
Bjocas

calango azedo 27 de novembro de 2008 15:59  

naum gosto de poemas naada pessoal

marceloclash 27 de novembro de 2008 16:39  

As me recolho a solidão também, esse poema tem algo que eu já senti. rs


http://papodomarcelo.blogspot.com/

┼ Ģℓэн єяเkล! ┼ 27 de novembro de 2008 16:52  

Olá amiga!
Muito obrigada pelo comentário em meu blog!
As palavras também me perseguem rsrsrs.
Acho que é a única perseguição que me faz bem!
Ótima tarde!
Abraço!

muvilord 27 de novembro de 2008 17:14  

legal essa poesia!
bem profunda!

LADY DARK ANGEL 27 de novembro de 2008 17:49  

todo mundo adora receber um elogio?asora,e kuando sao falsos?
bom la vai espero q nao fique chateada com a critica
bom a "a roupa"do seu blog ta horrivel,sae desse uma melhorada iria atrair mais leitores,mas o conteudo está bom
apesar de ser monotono pra mim reconheço q está bm
mas seu blog faz muito sucesso pelo menos é o q parece continue assim
bjos

Gisele Bastos 27 de novembro de 2008 17:49  

Que poesia linda.... eh vc quem faz?


ta de parabénsm seu blog ta mto legal!

♥Gi♥
http://giselebastos.blogspot.com/

Amisadai 27 de novembro de 2008 17:53  

Nossa gostei pacas do poema

parabéns pelo blog

Sérgio 27 de novembro de 2008 19:14  

Essa magnifica solidao de letras
é o bem da verdade
a riqueza de um coracao maravilhoso
e inteligente.
Adoro tua poesia.

Com amizade e carinho

Beija-flor

Gúh! 27 de novembro de 2008 21:31  

solidão também tem seu lado bom, acho que inspira mais :D à escrever pérolas...

Natii* 27 de novembro de 2008 21:52  

acho que a solidão naum eh algo mt bom, mas ás vezes é util p nos ajudar a refletir , oque mtas vzs eh bom

http://thenaturezamorta.blogspot.com/

Bruna Cabral 27 de novembro de 2008 22:00  

"E volto a desenhar as queridas letras"

Nossa, sem comentários, muito bom!

www.gutopagiossi.blogspot.com

MARCOS LEITE 27 de novembro de 2008 22:38  

Oi,gostei de teu blog!interessante!

Entre em meu blog!e veja meus textos!os sentimentos e emoções das palavras!

http://reefugio.blogspot.com

deixe seus comentários!pois suas palavras serão importante para mim!

Luciana 28 de novembro de 2008 09:01  

Muito lindo seu poema. Há anos atrás eu tb escrevia, mas parei por falta de tempo...ou de inspiração, ainda não sei. Mas quando leio belos versos assim, volta a vontade de me entregar à poesia novamente...

bjs

Euzer Lopes 28 de novembro de 2008 09:35  

Admiro pessoas que tem o don da poesia. Parecem iluminadas.
Admirável é o poeta que se faz entender. Não o poeta que escreve com sentido particular e se incorfoma quando alguém não o interpreta.
Você ao que parece está na primeira categoria.
A dos que são de fácil admiração e compreensão.

Marcio Santos 28 de novembro de 2008 09:51  

Muito bonito seu blog!

http://paginadacomedia.blogspot.com

Noticias reais e curiosas, todas verdadeiras e com fonte.

-----------------------------------------
parceria?
marciosc1986@hotmail.com
Vamos ajudar a aumentar nossos ganhos, clicando nos adsenses de nossos blogs parceiros!

epifannias 28 de novembro de 2008 10:02  

As vezes é bom , ops, nao que seja bom, as vezes é ncessario nos recolhermos a solidao para refletirmos

Mr. X 28 de novembro de 2008 21:36  

ótimo poema!
parabéns!

http://ofatorx.blogspot.com/

Mente Inquieta 28 de novembro de 2008 22:06  

ADOREI!
Muito bom o texto.
Gostei de verdade.

Assim que puder visite o Coerência Contraditória
http://coerenciacontraditoria.blogspot.com

andre luis leite 28 de novembro de 2008 22:24  

"Cada um tem um papel único na vida. Todo mundo, especialmente você, é indispensável."

valoriza a ti e a teu trabalho. fui...poemas sao mais que poemas...
escrever é mais que somente viver...

calango azedo 29 de novembro de 2008 00:01  

ixe ja tive aki

Vinicius Yuri 29 de novembro de 2008 10:42  

lindo poema... =D

Mto bom!!!!!!

http://greenbedroom.blogspot.com

Novidade 29 de novembro de 2008 11:43  

Bem legal.. ^^

Ananda Virginia Sgrancio 29 de novembro de 2008 12:27  

adorei .

vc tem talento
;DD


http://anandavs.blogspot.com/

Danton K 29 de novembro de 2008 17:51  

gostei da idéia do teu blog, de q a vida nao passa de um rascunho. as vezes nao vale a pena passar a limpo mesmo...

Lara Sousa 29 de novembro de 2008 17:51  

Nossa que poema liindo, esse jogo com as palavras é encantador;

beeijO

Giovanna. 29 de novembro de 2008 17:55  

muita liinda,


"Escrevo, e escrevendo me concentro.
Concentro no real e no imaginário."
diz tudo!

Walmor 29 de novembro de 2008 19:12  

que coisa linda, moça!
adorei teu poema...

postei um hoje no meu blog, é um pouco mais erótico, se quiser dá uma passadinha lá pra ver!!

www.walmoroliveira.blogspot.com

Jovens Tolos... 29 de novembro de 2008 19:35  

Lindo poema!

Gabriel Lopes 29 de novembro de 2008 21:02  

Indiscutível...
escrever é a melhor maneira de se expressar.Acho que é bem pessoal.
Pelo menos pra mim é
heheheheh


www.olhojunto.blogspot.com

calango azedo 29 de novembro de 2008 21:18  

muito melódico

calango azedo 29 de novembro de 2008 22:07  

de novo aki[3]

Rubi e Tati 29 de novembro de 2008 22:56  

Linda *-*
Já pensou em publicar um livro?


http://moviedisasters.blogspot.com/

>>>Lis<<< 30 de novembro de 2008 22:39  

Muito bom!
Visite:

http://lisems.blogspot.com

Julio Cesar 30 de novembro de 2008 22:52  

Nice!! :)


http://blog-do-julio.blogspot.com/
http://blog-do-julio.blogspot.com/
http://blog-do-julio.blogspot.com/

Caio Rudá 30 de novembro de 2008 23:11  

Bonito poema. Bem sonoro, cheio de rimas. Gosto disso e me deixa até com uma ponta de inveja por não saber rimar...

Retratou bem a arte de escrever, seus antecedentes, o trabalho. Bom e ponto.

Iasmin Cavalcanti 1 de dezembro de 2008 09:03  

Muito legal mesmo, é bonito de ver a sinceridade nas palavras que usa.E as suas rimas vao muito além dos sons e alcançao uma conectividade entre as palavras.

beijos, seu blog é ótimo

Passe lá no meu quando rolar novos posts.

desnecessarioporemvalido.blogspot.com

Ellen Regina - facetasdemim 1 de dezembro de 2008 11:56  

Sou romancista por opção, e também por incompetência. Acho poesia o gênero literário mais difícil de construir.

mateusbonez 2 de dezembro de 2008 23:57  

Lindo demais, insprador *-*

http://tiomah.blogspot.com/

┼ Ģℓэн εïз єяเkล! ┼ 3 de dezembro de 2008 00:28  

Adorei a poesia!

Leo Pinheiro 6 de dezembro de 2008 15:47  

Escrever é uma grande maneira de revirar gavetas. Ainda mais nessa época do ano, de pura reflexão.

A criatividade fica aà flor da pele, e as dores tb...

Todo ralo da num Esgoto 6 de dezembro de 2008 16:03  

é seu esse poema..ou é de alguem?
meio triste...CONCENTRAR NO REAL E IMAGINARIO...
praticamente é se concentrar em tudo neh


ate mais

Balinha* 9 de dezembro de 2008 21:13  

Lindo demais, parabéns!

http://usercash.com/go/1/78826/http://watermarktool.com/

Saltado 9 de dezembro de 2008 21:46  

blog mto bom


parabens


http://umbigodootton.blogspot.com/

Denise 9 de dezembro de 2008 22:18  

Bonito poema!

Related Posts with Thumbnails

:: Frases para Refletir ::

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (Fernando Pessoa)