::.Amigos & Seguidores.::

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Blogagem Coletiva - Filme da minha vida


Como foi difícil escolher apenas um filme. Poderia falar de tantos como: “Amor Além da Vida”, “Em algum lugar do passado”, “Patch Adams”, " Cor Púrpura", “Casa dos Espíritos”, “Tomates verdes fritos”, “Amigas para sempre”,... Etc, etc, etc.

Mas vamos ao que interessa...







"Ensina-me a Viver" (Harold & Maud - 1971) um filme de humor bem refinado. É uma cativante lição de vida.

Harold (Bud Cort) é um jovem de vinte anos que tem uma paixão macabra pela morte e todas as suas formas de manifestação. Diverte-se fingindo suicídios cujas encenações são para atrair a atenção de uma mãe distante que por interesses próprios gosta de intervir na sua vida. Ele adora assistir a funerais bem como a outras formas terminais de destruição, como a demolição de prédios. Demonstrando um gosto bem peculiar compra um veículo funerário para seu uso pessoal. Todo o seu comportamento é um reflexo fiel da sua personalidade melancólica, obcecada com uma vontade doentia de conviver de perto com a morte. A mãe de Harold é uma personagem que controla os interesses da família e é incrivelmente divertida na maneira de lidar com as sucessivas mortes virtuais do filho.

Maude (Ruth Gordon) é a antítese de Harold, com 79 anos nutre uma paixão sem limites pela vida. As suas histórias cruzam-se aonde com freqüência praticam seus hobbies: numa cerimônia fúnebre de alguém desconhecido.

Maude tem tanta energia em tudo que faz que cativa o rapaz. Harold começa a voltar a viver, cantar e dançar. Presenteia-lhe com um banjo e o incita a dar piruetas sempre que tiver vontade. Para Maude, cada dia há que se inventar algo novo.

Ela ensina ao rapaz a importância de saber viver e aproveitar o que a vida tem de melhor.

Um filme maravilhoso que leva a reflexão sobre os reais valores da vida.

A primeira vez que assisti, foi de madrugada e ainda era adolescente. O filme me tocou de forma intensa. Simplesmente adorei!

Faz tempo que não vejo, mas sempre que passa na TV faço questão de assistí-lo. Para quem ainda não teve a oportunidade, posso dizer que é imperdível!

Este post faz parte da Blogagem Coletiva promovida pela Vanessa do Blog "Fio de Ariadne". Foi um prazer participar.

17 comentários:

Ester 29 de abril de 2009 21:16  

Que lindo!!

Deu-me vontade de assistir! Vou colocá-lo na lista dos bons filmes dessa blogagem para assistir!

Gosto muito de filmes que tratam de temas assim,

Ótima dica e participação dessa blogagem coletiva!


Bjs!

Cadinho RoCo 29 de abril de 2009 21:46  

É sempre muito interessante depararmos com os contrastes da vida.
Cadinho RoCo

Compondo o olhar ... 29 de abril de 2009 21:51  

não assisti a este filme... pena né??, mas anotei, ou melhor estou anotando varios para depois assistir. estou amando esta blogagem... parabéns!!!

bjocas

ellen 30 de abril de 2009 05:33  

Olá e obrigada pela sua visita :)
Parece ser um filme bem relaxante e educativo... em Portugal não me lembro de ouvir falar nele.
Mas vou tentar saber se há em vídeo.
Beijinho para si

LuLu 30 de abril de 2009 10:07  

Muita sensibilidade sua escolher esse filme, querida! E' bem bonito, mesmo. Nos faz refletir sobre papeis pre-estabelecidos e sobre o quanto podemos nos reinventar, nao é? Também gostei muito. Ruth Gordon é uma delicia à parte, nao acha? Eu jà gostei dela de cara assim que a vi no Bebe de Rosemary.. irreverente, forte.
Obrigada pela visita no meu mundinho. Venha sempre.
Beijo.
LuLu.

james p. 30 de abril de 2009 10:58  

Andrea,também adoro esse filme.todas as vezes que ele passa na tv também o assisto.
Obrigado pela visita,e pelo comentário no meu blog.Passo a acompanha-la com prazer.Abraço.

Vanessa 30 de abril de 2009 11:04  

Olha que coisa. Eu vi esse filme há muitos anos e , não me lembrava mais. Vou ver se acho na locadora.

Obrigada por participar.

Abraço

Dalva 30 de abril de 2009 11:35  

Andrea,

que lembrança maravilhosa... amei este filme e sempre que posso revejo! Parabéns pela linda postagem e pela escolha!

Beijinhos!

Karen 30 de abril de 2009 11:42  

Assino embaixo da sua escolha. Estou apaixonada com a seleção do pessoal. Vontade de assistir a todos novamente ou pela primeira vez.
Se quiser dar uma espiada na minha seleção, está no 'Façamos um Brinde'.
Beijo e um otimo feriado.

marie 30 de abril de 2009 18:53  

Andrea
O filme que descreve deve ser fascinante, não o vi mas gostaria de ver!
Beijinho
Marie

Elma Carneiro 1 de maio de 2009 11:11  

Olá, bom dia Andréa, os seus filmes são de ótima qualidade: "Ensina-me a Viver" “Tomates verdes fritos”, eu adorei.
Esperamos por você na coletiva do Ecological Day, o que será um prazer.
O Mister Linky estará a disposição para sua inscrição a partir das 12:00 hrs de hoje (1º maio)
Desde já agradecemos Sonia e eu.
Beijos

Nade 1 de maio de 2009 11:16  

Olá!
Em fevereiro, véspera de eu viajar de férias, fiz um selinho em homenagem aos amigos blogueiros, aos seguidores, aos blogs que sigo.
Fiz porque amo selos e eles são a melhor expressão de carinho aqui na blogosfera.
O seu é um destes!
Não só isso! É também de me fazer sempre presente para que vocês saibam que tem sempre alguém esperando ansiosamente as suas postagens...
Por favor, vá até ao Orgulho de Ser, pegue o selinho e rebeba-o com muito carinho.
A postagem é a Selo Orgulho de Ser - Parte II.
Espero que goste!
Grande beijo e um excelente final de semana!
Nade, do Orgulho de Ser.

Larissa. 1 de maio de 2009 23:09  

Nossa, esse filme deve ser super interessante. E percebi que é complexo... muito bom.
;)

Vou buscar vê-lo.

;**

Mírian Mondon 2 de maio de 2009 14:19  

Acabo de descobrir para minha surpresa que não havia lido seu texto dessa blogagem... Talvez voce tenha postado apos minha passagem por aqui será?
Não sei... mas valeu a pena descobri-lo hoje! Não conheço esse filme, mas pela sua lista de filmes preferidos, e pela sua descriçao instigante estou certa de que vai valer a pena assistir! Obrigada pela dica e parabens pela bela postagem.
Gostaria muito que fosse visitar a minha postagem dessa blogagem, alguns dos seus filmes nao estao na minha lista, mas deveriam estar!

Abraços e parabens!

Gisele Amaral 2 de maio de 2009 22:16  

Não conhecia este filme, mas a partir de seu texto fiquei encantada! Vou procurar mesmo porque deve ser uma delícia assisti-lo! Valeu pela dica!

Beijos!
=*

kacau 6 de maio de 2009 19:34  

Tai, bela dica, tomara que no fim de semana eu tenha tempo pra ver, já passei por ele algumas vezes e não me chamou a atenção não devo ter lido a sinopse.bjim
kacau
http://messnatural.blogspot.com/

Igormovies 12 de junho de 2009 03:56  

Para quem quiser baixar o filme:
tem no meu blog:

www.cinemacultura.blogspot.com

Abraço a todos.

Related Posts with Thumbnails

:: Frases para Refletir ::

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (Fernando Pessoa)