::.Amigos & Seguidores.::

sexta-feira, 18 de junho de 2010

:: José Saramago: poeta, romancista e pensador ::





Tem um livro bem conhecido de Saramago chamado "O que farei com este livro?", agora aproveito e faço um trocadilho: "O que farei com esta postagem?". A pergunta combina com o simples fator de que vários blogs estarão comentando sobre a morte do escritor português. Vou tentar fazer a minha parte da melhor forma possível, uma singela homenagem.

José Saramago nasceu em 1922. Na mesma época que João Cabral de Melo Neto, Lygia Fagundes Telles e Clarice Lispector, todos grandes romancistas do século 20.

Ele nasceu em Portugal, numa aldeia do Ribatejo, e ainda criança foi morar em Lisboa. Embora tenha sido um aluno brilhante, teve de abandonar os estudos cedo porque sua família não dispunha de recursos para financiá-los. E quem já passou por isso sabe bem como é.

Antes de ser o escritor que foi, trabalhou como serralheiro, mecânico, editor e jornalista. Foi diretor-adjunto do "Diário de Notícias", de Lisboa. Ele deve ter sido um homem de mil e uma utilidades.

Mas sua paixão sempre foi a escrita. Seu primeiro livro saiu em 1947 - "Terra do Pecado". Suas principais obras merecem referência, tais como: O ano da morte de Ricardo Reis, A bagagem do viajante, Cadernos de Lanzarote I e II, A caverna, O conto da ilha desconhecida, Ensaio sobre a cegueira, Evangelho segundo Jesus Cristo, História do cerco de Lisboa, In nomine dei, A jangada de pedra, A maior flor do mundo, Manual de Pintura e Caligrafia, Memorial do Covento, Objecto Quase, Que farei com este livro?, Todos os nomes, Viagem a Portugal, e outras tantas.

Em 1998 recebeu Prêmio Nobel de Literatura, foi o primeiro escritor da língua portuguesa que conseguiu este reconhecimento.

Sempre foi bem consciente do mundo que o cercava, e bem polêmico em alguns assuntos. Conhecedor da evolução da internet, em 2008 criou um blog chamado: O caderno.

Ele escrevia de forma fantástica e fez uma firme trajetória como escritor, poeta e pensador. Há muito o que falar sobre ele, por isso, deixarei algumas fontes que irão enriquecer mais a leitura.

Acredito que deva estar viajando em alguma estrela. Partiu hoje, com 87 anos, na sua casa em Lanzarote, onde residia com a mulher Pilar del Rio, vítima de leucemia crônica. O escritor estava doente há algum tempo e o seu estado de saúde agravou-se na sua última semana de vida.


Frases inesquecíveis:

"Não sou um ateu total, todos os dias tento encontrar um sinal de Deus, mas infelizmente não o encontro."

"Cada dia traz sua alegria e sua pena, e também sua lição proveitosa."

"Gostar é provavelmente a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar."

"Os sismógrafos não escolhem os terremotos, reagem aos que vão ocorrendo, e o blog é isso, um sismógrafo."

"Se tens um coração de ferro, bom proveito.
O meu, fizeram-no de carne, e sangra todo dia."

"Para mim o mundo é uma espécie de enigma constantemente renovado. Cada vez que o olho estou sempre a ver as coisas pela primeira vez. O mundo tem muito mais para me dizer do que aquilo que sou capaz de entender. Daí que me tenha de abrir a um entendimento sem baías, de forma a que tudo caiba nele."



Fontes:

http://www.ipv.pt/millenium/pers12_sar.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Saramago

5 comentários:

Mari Amorim 18 de junho de 2010 22:51  

Cala-se uma voz,nasce uma estrela no céu
Passei para ler teu post,e desejar-lhe um excelente final de semana,obrigada por visitar e seguir meu espaço,fiquei muito alegre.
Boas energias,
Mari

Pedrasnuas 19 de junho de 2010 14:36  

NÃO SOU APRECIADORA DE SARAMAGO...NÃO É PARA CONTRARIAR A MULTIDÃO...NÃO SIMPATIZO COM ELE...POSSO ESTAR ENGANADA...NÃO É PORQUE TODAS AS EMINÊNCIAS O ENALTECEM QUE VOU PASSAR A OLHÁ-LO DE OUTRA FORMA...ORA ESSA...TEREI EU MESMA DE DESCOBRIR O QUE NÃO ME AGRADA...TALVEZ O FACTO DE NÃO SEGUIR REGRAS GRAMATICAIS...TALVEZ POR NUM DOS SEUS LIVROS MAIS POLÉMICOS TER INSULTADO DEUS...NÃO GOSTEI DA ENTREVISTA ...ENFIM...QUEM SABE...

GRATA POR ME SEGUIR...FAÇA O FAVOR

SAUDAÇÕES

ღPat.ღ 19 de junho de 2010 23:21  

Saramago eternizado em palavras!

Bem-vinda!
Beijo.

Carla 20 de junho de 2010 11:12  

Oi Andréa, que bom que vc está de volta, e que bela homenagem.
Fiquei chocada com a morte dele, apesar da idade, pra mim foi coisa inesperada.
Um abraço e bom domingo!

Victor 23 de junho de 2010 03:09  

Realmente... foi uma perca enorma pra literatura!

Preciso ler pelo menos um livro dele.

Que possa descansar em paz!


Até!

Related Posts with Thumbnails

:: Frases para Refletir ::

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (Fernando Pessoa)