::.Amigos & Seguidores.::

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Que dureza, Charles!



Como não ficar triste com a seleção. Reunidos estavão os melhores jogadores do mundo. Por isso acabo pensando, infelizmente, que outros interesses correm por debaixo dos panos. Como explicar o primeiro tempo com um jogo limpo e bem marcado, sem erros, ainda com várias possibilidades de gol. Depois no segundo tempo o time fica disperso e quando toma o primeiro gol por mal posicionamento do goleiro, acontece a tragédia e a seleção cai de rendimento minuto a minuto.

Como explicar um time forte no primeiro tempo e o mesmo time fraco no segundo. O que aconteceu?!


A Holanda não fez seu melhor futebol, como fez em outros jogos e acabou ganhando. A seleção do Brasil era superior.

Acho melhor nem falar sobre o Dunga, pois já foi muito criticado bem antes de chegar na COPA. Nem quero também perder meu tempo falando dos jogadores, pois tudo ficou bem claro durante o jogo. Infelizmente, acho que agora isso não é mais importante. E espero que sinceramente o futebol não vire um jogo político, pois perde o valor verdadeiro do esporte. Mas depois de hoje fiquei bem decepcionada.

Vou continuar acompanhando a COPA torcendo que o vencedor seja aquele que jogou melhor, com uma disputa atraente, como era lá nos primórdios do Futebol, quando Charles Miller foi seu percursor. Vou torcer ainda mais para que cada jogador sue sua camisa, dando seu melhor para que o jogo evolua através de novos toques ousados. Para mim até hoje, não existe alguém com estilo de Pelé, a arte de Garrincha, a técnica de Rivelino, a raça de Zico, e a determinação de Ronaldo.

Realmente não se compara o futebol de antes e o de agora, infelizmente.

Deixando de lado um pouco o ponto de vista do futebol, e caindo em outros assuntos, que não servem para justificar a má atuação do Brasil, mas servem para nos fazer refletir sobre o universo e a astrologia. Pesquisas que fiz hoje pela internet antes do jogo e as posições dos planetas no céu já indicavam a derrota para Holanda.

Quem quiser conferir é só clicar:

http://entendendoastrologia.blogspot.com/2010/07/brasil-ou-holanda-quem-vence.html

6 comentários:

ღPat.ღ 2 de julho de 2010 23:48  

Andrea,

Sem contar que nós brasileiros gastamos um pouco, querendo ou não; outros gastam muito, para fazer toda festa e torcer para o país...sendo que a copa inteira já está decidida... são muitos de nós estilhaçados pela perda de tempo com algo que para nós é meia surpresa e para eles é certeiro o fim.

Beijo.

Compondo o olhar ... 4 de julho de 2010 23:07  

são tantas as perguntas (que nunca terão respostas...) e suposições que estão fazendo a respeito deste jogo que dá para pensar e refletir a respeito... o que aconteceu no vestiário, para a seleção voltar dão displicente, desatenta e emocionalmente alterada???
tomar um gol é normal em qq partida e esta seleção era a mais "experiente" de todas, não tiveram poder nenhum de reação, mesmo acostumados a pressões... fica a duvida??? será q entregaram o jogo? será que nosso jogadores foram comprados???
deixo esta duvida no ar!!!

bjocas mil

Paty 5 de julho de 2010 10:53  

olá! tb fiquei muito triste com a derrota da seleção, escrevi sobre isso no meu blog, se quiser visitar e comentar, fique a vontade!
http://moradadevenus.blogspot.com/2010/07/o-brasil-perde-uma-chance-de-aprender.html

luiz scalercio 9 de julho de 2010 17:20  

aquela bandeira
ja dis tudo
como os brazileiros
ficarao.

Liipee 10 de julho de 2010 09:42  

Não acredito muito na história de prever o futuro, ou algo assim.. destino. Fiquei muito triste pós o jogo, realmente acreditava que o Brasil iria sair vencedor.. totalmente superior, tentei esconder as lágrimas frente a meus amigos... mas sempre uma saliente decide cair.
:/

Paty 12 de julho de 2010 09:01  

oi, obrigada pelo seu comentario lá no meu post sobre a derrota da seleção.
Bjs e boa semana!

Related Posts with Thumbnails

:: Frases para Refletir ::

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (Fernando Pessoa)