::.Amigos & Seguidores.::

terça-feira, 7 de junho de 2011

Faixa Viva

Santos lança movimento Faixa Viva para pedestres e motoristas


No mês de maio, a cidade de Santos começou o movimento Faixa Viva. Deixo de lado os interesses políticos, dando o enfoque importante que este movimento tem.

Em vigor desde 1997, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), prevê multa para quem desrespeitar a faixa de segurança. Segue abaixo o artigo que rege o assunto sobre a faixa de segurança. É muito bom ler com atenção.

De acordo com o Art. 214 “Deixar de dar preferência de passagem a pedestre e a veículo não motorizado:
I - que se encontre na faixa a ele destinada;
II - que não haja concluído a travessia mesmo que ocorra sinal verde para o veículo;
III - portadores de deficiência física, crianças, idosos e gestantes: consiste em infração gravíssima, sob pena de multa.
IV - quando houver iniciado a travessia mesmo que não haja sinalização a ele destinada;
V - que esteja atravessando a via transversal para onde se dirige o veículo consiste em infração grave, sob pena de multa”.



Este movimento foi lançado pela prefeitura juntamente com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), que tem como bandeira a prioridade do pedestre nas faixas de travessia usando o símbolo do braço estendido. Podemos contar com uma boa ação iniciativa, educativa que conscientiza para mudança de maus hábitos, promovendo um trânsito melhor, gerando respeito na relação entre motoristas e pedestres.

A proposta é que nos próximos três meses, várias ações de divulgação serão veiculadas em jornais, rádios e TVs, além de anúncios nos ônibus e nas lotações. Após o lançamento oficial, no Parque Balneário Hotel, agentes da CET iniciaram a distribuição de 70 mil panfletos e mil luvas em formato de mão, para orientação de pedestres e motoristas, no Gonzaga. Pelo menos 35 mil adesivos e 500 adesivos de peito (bottons) serão entregues aos munícipes e 100 banners com a mensagem do movimento fixados nos centros de formação de condutores. Ainda não recebi nenhum adesivo na rua, e apenas posso confirmar que vi faixas espalhadas e anúncios nos painéis traseiros dos ônibus.


Até os alunos da rede municipal também estão dentro desta ação, assim como sociedades de bairros. Acho muito bom uma conscientização coletiva, estamos nos preparando para eventos mundiais e temos ainda muito a fazer pela nossa sociedade que não é bem vista no exterior.


Já li que a campanha será estendida aos turistas, nas temporadas de férias, com distribuição de folhetos informativos na travessia de balsas entre Santos e Guarujá e no pedágio da Imigrantes, com parceria da Dersa e Ecovias. A Porto Seguro também apoia o programa.

Faixa Viva está de acordo com a Assembléia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), que estabeleceu o período entre 2011 e 2020 como a "Década de Ação para Segurança Viária", visando à redução das mortes no trânsito em 50% num prazo de dez anos no mundo. Aqui em Santos existe também o Movimento Santos pela Vida, que dissemina na cidade a cultura da paz, então seria interessante integrar um movimento no outro, ressaltando a importância dos bons costumes gerando a paz entre as pessoas.


O símbolo do Faixa Viva é o braço estendido. Para solicitar a travessia em faixa sem semáforo, o pedestre deve, ainda na calçada, estender o braço com a palma da mão virada para os veículos. A travessia só deve ser feita quando os carros pararem. A dica para os motoristas, é agir como se o semáforo estivesse no sinal amarelo e acompanhar a movimentação dos outros veículos pelo retrovisor (veja detalhes abaixo).

Veja como a Faixa Viva funciona

Para os pedestres:

- Localize a faixa de travessia mais próxima;

- Parar junto ao meio fio;

- Em vias de grande movimento, aguardar a aproximação de outras pessoas para realizar a travessia de forma conjunta;

- Estender o braço, solicitando a prioridade;

- Estabelecer contato visual com os motoristas que se aproximam, assegurando que eles o visualizaram;

- Iniciar a travessia somente quando os primeiros veículos já estiverem parados, e em ritmo normal;

- Observar a possível movimentação de motos ou bicicletas trafegando nos corredores entre veículos;

- Redobrar a atenção em ruas de mão dupla;

- Em vias dotadas de canteiro central, os procedimentos devem ser refeitos na segunda transposição;

- Nunca ‘fazer valer’ sua preferência na travessia. Na dúvida, não dê o primeiro passo.



Para os motoristas:


- Redobrar a atenção ao se aproximar de faixas de travessia de pedestres sem semáforos;

- Ao avistar um pedestre solicitando a travessia, haja como se estivesse aproximando-se de um semáforo amarelo;

- Avalie as condições de segurança no seu entorno antes de conceder a prioridade;

- Caso perceba que outros veículos não visualizaram a solicitação do pedestre, acene com a palma da mão para que ele não inicie a travessia;

- Ao conceder passagem ao pedestre, acompanhe pelos espelhos retrovisores a movimentação dos demais veículos, intervindo com sinais de mão se achar necessário;

- Aguarde a completa travessia dos pedestres para colocar seu veículo em marcha.


Santos já vem reduzindo o número de vítimas fatais no trânsito. Em 2000, foram registradas 73 mortes. No ano passado, mesmo com o aumento da frota de veículos - no total são 272.139 - o índice caiu para 51. "Com o novo movimento, queremos diminuir ainda mais o número de acidentes", afirmou o presidente da CET. Desde dezembro, a empresa já revitalizou cerca de 7.500 faixas de segurança na cidade.

Existem outros lugares no Brasil que já introduziram este tipo de ação. Como em Brasília, que Em 2007, o comandante da Polícia Militar do Distrito Federal, Renato Azevedo, conduziu um workshop aos técnicos e dirigentes da companhia santista sobre a implantação do projeto em Brasília, onde a sinalização é respeitada há 14 anos. Em João Pessoa(PB) com características similares a Santos, como localização litorânea e potencial turístico, a cidade possui a Faixa Viva há seis anos. "Lá a população tem orgulho de respeitar a faixa de pedestres. Eles veem esse comportamento como um ato de cidadania", disse Ivson Teixeira, diretor de operações da CET.

Então o jeito é aderir ao movimento cooperando com o trânsito para melhorar a qualidade de vida aonde você mora. É um ótimo execício de cidadania. O que acha? Na sua cidade já tem uma iniciativa desta? Comente.

4 comentários:

✿ chica 7 de junho de 2011 09:44  

Aqui em Poa temos essas campanhas, mas nem sempre, respeitadas,Pena! beijos,lindo dia!chica

Leitura entre Amigas 8 de junho de 2011 14:49  

Parabéns pelo blog!
Te desejo muito sucesso!
Visita lá o meu e me segue tb *-*
Beijos

Leitura entre Amigas
leituraentreamigas.blogspot.com

Liga Paraiso 9 de junho de 2011 09:39  

Ótima campanha. É melhor preveni do que remediar.

Carbonato de Cálcio

Carla 9 de junho de 2011 23:02  

Oi Andréa,
aqui em P Alegre temos um movimento muito parecido, que já funcionou melhor enquanto tinha uma campanha no ar. Também sou motorista quando preciso, mas prefiro caminhar ou andar de ônibus sempre que dá. E quando atravesso a rua prefiro esperar um momento mais seguro do que "esticar o braço" e fazer os carros pararem... Neste trânsito maluco que temos acho uma temeridade (e já vi barbaridades) fazer isso e acabar provocando um acidente... O primeiro carro pode parar, mas os que estão atrás e não param? As campanhas não falam nisso...
Bj, mais um tema interessante e atual; parabéns!

Related Posts with Thumbnails

:: Frases para Refletir ::

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (Fernando Pessoa)